Qual o melhor tratamento para varizes?

Tempo de leitura: 4 minutos

Uma pergunta que recebo diariamente no consultório é: Doutor, qual o melhor tratamento para as varizes?

Para responder essa questão, é importante saber que:

  1. Existem tratamentos minimamente invasivos, que são realizados no próprio consultório, sem necessidade de cirurgia ou internamento.
  2. Outros procedimentos necessitam ser realizados em ambiente hospitalar, em um centro cirúrgico.

Então, para decidir “Qual o melhor tratamento para as varizes”, precisamos analisar 4 fatores:

  • Grau da doença
  • Peculiaridades do paciente
  • Experiência do médico cirurgião vascular
  • Preferência do paciente após ser orientado vantagens e desvantagens de cada método

“Grau” da doença

Um dos fatores mais importantes na escolha do tratamento ideal é o estágio que o problema se encontra.

Por exemplo, se você possui apenas vasinhos ou telangectasias que são vasos menores que um 1mm de diâmetro, pode ser um bom caso para o tratamento exclusivo com laser transdérmico ou aplicação de esclerosantes para secagem dos vasos isoladamente.

Se o seu caso apresenta vasinhos (aqueles menores que 1mm) e microvarizes (de 1 a 3 mm), uma boa opção para o seu caso pode ser associar escleroterapia ampliada com o laser transdérmico, conhecido como a técnica de CHAROV ou até a técnica CLaCS na qual é usado glicose associado ao laser transdérmico e ar gelado, todas com excelentes resultados.

Quando associadas as técnicas de laser transdérmico e escleroterapia elas se tornam muito mais eficazes na retirada dos inconvenientes vasinhos e microvarizes, do que quando usadas isoladamente.

Pacientes que já possuem veias defeituosas maiores de 3mm podem ser bons candidatos ao tratamento com espuma ou microcirurgia estética.

Se você teve um problema na veia safena identificada ao ultrassom podem ser usadas técnicas como espuma densa, laser endovenoso, radiofrequência ou até a cirurgia convencional de safena, todas com ótimos resultados.

Dessa forma, só em uma consulta médica individualizada seu médico vascular e angiologista vai poder definir qual o “grau” da sua insuficiência venosa e muito provavelmente necessite de um ultrassom doppler para avaliar de forma mais precisa as suas veias.

Peculiaridades do paciente

Algumas características dos pacientes podem influenciar a decisão do tratamento.

Por exemplo, em pacientes mais idosos e com comorbidades como pressão alta (hipertensão) e diabetes podem ser optados por tratamentos menos invasivos e sem a necessidade de cirurgia ou anestesia como a técnica da espuma densa.

As varizes se apresentam de formas variadas e em vários estágios diferentes, em diferentes pessoas.

No mesmo paciente, comumente temos veias maiores, menores, mais superficiais e mais profundas, dessa forma a associação de técnicas para cada tipo de veia defeituosa e paciente específico é o que leva ao melhor resultado de tratamento, pois cada técnica tem suas vantagens e desvantagens para cada tipo especifico de veia doente.

Fatores do paciente como cor da pele, idade, região do corpo que necessita ser tratada e etc. influenciam muito na escolha ideal do tratamento.

Experiência do médico cirurgião vascular

Existem uma infinidade de técnicas para o tratamento das varizes. O seu médico vascular pode ter mais intimidade e experiência com uma ou outra técnica, dessa forma, ele deve sugerir técnicas nas quais ele domina com perfeição.

Preferência do paciente após ser orientado vantagens e desvantagens de cada método

Existem opções de tratamento para varizes que precisam realizar cirurgia, outra não precisam, temos opções com risco maior de manchas..algumas podem ter cobertura de convênios, outras não e vários outros fatores que você vai precisar decidir junto com o seu médico vascular para escolher o melhor tratamento de varizes para você e para o seu caso…

Sempre levo em consideração esses fatores antes de sugerir qualquer tratamento e faço o meu paciente participar ativamente na decisão de qual tratamento será realizado, levando sempre em consideração os seus sonhos e objetivos (usar short, usar saias, poder ir à praia sem sentir vergonha das suas pernas, melhora dos sintomas), dessa forma conseguimos entregar um excelente resultado e ter alta satisfação com o tratamento.

Não existe um “melhor tratamento” que vai servir como uma receita de bolo para todos os pacientes.

É preciso sempre uma avaliação individualizada para chegar ao tratamento ideal para o seu caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *